Como tratar cicatriz de acne: 4 tratamentos eficazes para investir

16/09/2021 como-tratar-cicatriz-acne

Certamente você já sofreu com inflamações cutâneas que deixaram alguns sinais como lembrança, e se perguntou: como tratar cicatriz de acne? 

Pois é, isso não acontece só com você! Foi o que mostrou  um estudo publicado no National Center for Biotechnology Information. Segundo ele, 80% dos jovens e adultos, entre 11 e 30 anos, irão apresentar acne em algum momento da vida.  

Isso significa que, por mais que a condição seja mais frequente entre adolescentes, muitas pessoas fora dessa faixa continuam a conviver com esse problema incômodo que, a depender do seu grau, acaba por marcar a pele para sempre. 

Desse modo, vamos apresentar agora as principais informações que você precisa saber para evitar as inflamações e tratá-las antes que se tornem cicatrizes permanentes. 

Afinal, o que é acne? 

Antes de falarmos sobre como tratar cicatriz de acne, precisamos entender o que ela é e como pode ser evitada.  

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a acne é uma doença crônica que surge devido à inflamação das glândulas sebáceas e folículos capilares. 

Esse processo inflamatório ocorre pelo acúmulo de oleosidade e células mortas da pele que não são eliminadas, causando a obstrução dos poros.  

Popularmente, a acne é conhecida como cravo e espinha e aparece, na maioria das pessoas majoritariamente na face, mas também pode acontecer na região das costas, ombros e peito.  

Em geral, esses sintomas são mais presentes durante a adolescência, quando se passa pelo período da puberdade, mas a condição não se limita aos jovens: mesmo adultos, sobretudo mulheres, podem sofrer com as lesões na pele.  

Ainda segundo dados da SBD, a acne é a principal queixa relacionada a problemas de pele em consultas dermatológicas, atingindo cerca de 56,4% da população adulta brasileira.  

Como prevenir marcas de acne? 

Logo ao notar que certas espinhas ou cravos resultam em manchas, passamos a buscar por formas de como tratar marcas de acne.  

Mas, nesse caso, o famoso ditado “prevenir é melhor que remediar” faz jus ao assunto. Ou seja, para não haver necessidade de procurar futuramente como tratar cicatriz de acne, o caminho mais seguro é prevenir que as marcas aconteçam. 

Abaixo, veja os principais passos para evitar o aparecimento de cicatrizes de acne. 

Mantenha a pele limpa  

Como citado acima, a acne se caracteriza pela obstrução dos poros, causado, sobretudo, pelo excesso de oleosidade e células mortas que não foram eliminadas pelo organismo. 

Sendo assim, pode-se afirmar que a higienização da pele é imprescindível para que a condição seja evitada ou, ao menos, se manifeste de maneira mais branda.  

O mais recomendado é que a limpeza de pele seja realizada diariamente com produtos próprios para cada tipo de pele. No caso das peles acneicas, dermocosméticos desenvolvimentos para controle de oleosidade podem reduzir drasticamente os sintomas. 

É recomendado também a diminuição ou até mesmo a interrupção da utilização de cosméticos como bases e corretivos, que, por possuírem uma alta cobertura da cútis, atrapalham a transpiração regulada do local, resultando no aumento da oleosidade. 

Evite espremer a ferida  

Imaginemos que mesmo com uma rotina de skincare em dia, as inflamações continuem frequentes. Agora, o passo mais importante é evitar espremer qualquer lesão que possa surgir em sua pele. 

Afinal, por mais que em um primeiro momento possa parecer que o problema foi solucionado ao fazê-lo, há uma piora no quadro. 

Isso porque, além de lesionar a derme para extrair a acne, sua pele se torna exposta a micro-organismos e bactérias, principalmente os presentes em suas mãos e unhas, que causam inflamações mais graves.  

Como tratar cicatriz de acne: 4 tratamentos indicados  

Se mesmo com todos os cuidados, sua pele continuar apresentando acne de grau elevado, resultando em manchas, então é hora de descobrir como tratar cicatrizes de acne.  

As marcas na pele podem ser incômodas para muitas pessoas, sobretudo no que refere às questões do comprometimento estético e psicológico.  

Por isso, agora vamos entender mais sobre alguns dos tratamentos mais recomendados para quem sofre com essa condição.  

1. Peeling com ácidos 

O peeling, quando falamos em como tratar cicatrizes de acne, possui uma função importante: ele estimula a descamação da pele, incentivando que aquela camada que está marcada por cicatrizes seja substituída por outra mais saudável.  

Esse procedimento deve ser realizado sob orientação de um dermatologista, e pode ter um resultado mais eficiente em pacientes que se encontram em um quadro acneico leve ou moderado. 

Em geral, esse tratamento é indicado para adolescentes e adultos que possuem cicatrizes de acne evidentes e pode ser realizado em quem está com a acne ativa. Inclusive há peeling que é realizado para controle da acne ativa.  

2. Microagulhamento 

Outra maneira de como tratar marcas de acne é com o microagulhamento, método dermatológico que só deve ser realizado com um profissional. 

O objetivo do procedimento também é focado na regeneração celular, estimulando a troca natural de pele e tornando as cicatrizes mais sutis. Comparado aos peelings, a maior vantagem do microagulhamento é a melhora mais rápida das cicatrizes de acne.   

Porém, para conseguir o resultado esperado, o tratamento deve ser indicado e feito por um dermatologista, pois o manuseio errado do aparelho pode resultar em novas cicatrizes ao ferir a pele, além de deixá-la exposta a micro-organismos e bactérias que podem causar infecções.  

3. Laser 

Quando falamos em como tratar cicatrizes de acne, o laser é um coadjuvante indispensável para um resultado eficiente. 

Muito indicado para tratar cicatrizes hipertróficas e queloides, o laser de Co2 (dióxido de carbono) pode proporcionar melhorias também para as cicatrizes derivadas da acne. 

Assim, além de suavizar as marcas, esse método também melhora a coloração e textura da região, favorecendo uma nova cicatrização da pele tratada.  

4. Cremes regenerativos 

Por mais que em alguns casos os tratamentos com dermocosméticos não sejam suficientes para eliminar de vez as cicatrizes, a associação dos procedimentos descritos acima a cremes regenerativos pode favorecer e acelerar os resultados. 

Por isso, caso você tenha percebido sinais na pele e esteja se perguntando como tratar a cicatriz de acne, os cremes com propriedades regenerativas, como os a base de retinóides, são excelentes alternativas. 

Assim, desenvolva uma rotina de cuidados que inclua a limpeza, para manter a higienização adequada, a proteção solar, para evitar o surgimento ou escurecimento de manchas e os cremes regeneradores, para estimular a renovação da pele.  

Para tratar suas cicatrizes, o Reviline R Sérum Rejuvenescedor é a nossa indicação para estimular a produção de colágeno e elastina, proteínas responsáveis pela firmeza da pele. Com ação antioxidante, o Reviline é um intensificador da renovação da cútis, processo ideal para quem deseja se livrar das marcas.  

Outra opção para suavizar as marcas na pele é o Blancy, um clareador progressivo que uniformiza a tonalidade da pele e reduz a hiperpigmentação. Para aqueles que possuem cicatrizes avermelhadas e muito aparentes, o dermocosmético pode suavizar os sinais.  

E aí, deu para descobrir alguns passos de como tratar cicatriz de acne? Aproveite as indicações de produtos e dê uma olhada em nossos outros conteúdos

Referências: 

National Center for Biotechnology. Management of acne: a report from a Global Alliance to Improve Outcomes in Acne. Disponível em:<https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/12833004/>. Acesso em: 25 de junho 2021.  

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Acne. Disponível em:<https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/acne/23/>. Acesso em: 25 de junho 2021. 

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Tratamento da acne. Disponível em:<https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/procedimentos/tratamento-da-acne/14/>. Acesso em: 25 de junho 2021. 

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Perfil nosológico das consultas dermatológicas no Brasil. Disponível em:<https://www.scielo.br/j/abd/a/5RGP9HxdkppnhFtmPzw3tyb/>. Acesso em: 25 de junho 2021. 

posts relacionados